Você está aqui: Página Inicial / Exposições

Exposições

por adm publicado 16/08/2021 11h27, última modificação 16/08/2021 13h14

Exposição Festas de Agosto

por adm publicado 16/08/2021 09h50, última modificação 18/08/2021 20h00
A mostra é uma homenagem às tradicionais manifestações culturais, que acontecem em Montes Claros há 182 anos, e reúne nove artistas montes-clarenses, com obras em diferentes técnicas e estilos, com temas que homenageiam os grupos de Catopês, Marujos e Caboclinhos e seus santos de devoção, Nossa Senhora do Rosário, São Benedito e Divino Espírito Santo.

Local: Hall da Câmara Municipal

Visitação virtual: www.montesclaros.mg.leg.br

Visitação presencial: Por agendamento, pelo telefone (38) 3690-5400

(os visitantes deverão usar máscara de proteção e manter o distanciamento)




Afonso Teixeira

Pintor e escultor Autodidata. Afonso Celso Teixeira Júnior é natural de José de Freitas/PI. Ainda menino veio de Teresina para Montes Claros, passando a infância e juventude. Afasta-se da Faculdade de Ciências Sociais, pois o sonho de ser Antropólogo foi suplantado pela paixão das tintas e pinceis, que sempre carregou ainda muito menino. Em 1982, com 22 anos, muda-se para o Rio de Janeiro após ganhar o primeiro lugar no Salão Anual de Arte Permanente de Montes Claros, para trabalhar no Atelier de Raimundo Colares, assim fazendo sua estreia como profissional, entrando efetivamente no Mercado Nacional e Internacional de Arte.

Obra em exposição
Título: Catopê
Técnica: Óleo sobre tela
Dimensões: 1,40 x 0,60
 



Conceição Melo

Natural de São Francisco/MG, Conceição Melo Conceição Melo vive em Montes Claros desde 1995, participando ativamente dos movimentos culturais do Norte de Minas com suas telas ou com suas incursões no mundo literário, já tendo editado os livros “Pare e…” , “Vá em frente” e “Uma viagem Bienal”, com textos e ilustrações de sua autoria. Interessados em desenho e pintura desde muito cedo, reproduzia tudo que estivesse ao seu alcance. Tornou-se autodidata em artes plásticas, aperfeiçoando-se em estudos rápidos com mestres da pintura mineira. Criando sua linguagem e suas técnicas, mergulhou no seu próprio universo criativo produzindo um rico material que se espalhou pelas galerias de todo país. Conceição Melo é graduada em Educação Artística pela Unimontes.

Obra em exposição
Título: Nossa Senhora do Rosário
Técnica: Mista
Dimensões: 1,80 x 1,20 m


Cleiton Cruz

Natural de Montes Claros, cursou licenciatura em história na Unimontes. Atua como professor no Ateliê de Pintura Márcia Prates. Convive no mundo das artes e tradições   montes-clarense enquanto artista plástico e contramestre da 1° Marujada de Montes Claros.

 

Obras em exposição:
Título:  Matriz Catopê
Técnica: Óleo sobre tela
Dimensões: 60x80
 


 

Felicidade Patrocínio

Escultora, ceramista e escritora, Felicidade Patrocínio é graduada em Filosofia, pós-graduada em História da Arte e em Filosofia e Existência. Autora de quatro livros e organizadora de uma antologia, cinco prêmios em concurso de literatura e selecionada no Concurso Nacional de Literatura Santander. Fundou o Ateliê/Galeria de Arte Felicidade Patrocínio, que oferece aulas de arte e exposições.  Como artista plástica realizou 10 Exposições Individuais de Arte e participou de dezenas de Exposições Coletivas em cidades do Brasil, em Nova Iorque e Montevideo.

Obra em exposição
Título: Painel Fitas ao Vento I
Técnica: Pintura vitrificada em cerâmica
Dimensões: 1,45 x 0,81 m
 


 

Hélio Brantes

Arquiteto e Artista Plástico, professor no Curso de Artes Visuais na Unimontes e professor do Curso de Arquitetura e Urbanismo na FASA Montes Claros. Mestre em Cultura Visual pela UFG. Participou de exposições individuais, coletivas e leilões em Montes Claros, São Paulo, Rio de Janeiro, Belo Horizonte e Brasília.

Obra em exposição
Título: Tributo a Agosto
Técnica: Acrílico sobre tela
Dimensões: 70 x 60 cm


 

Márcia Prates

Utilizando-se de elementos naturais em busca de novas tonalidades para suas obras, Márcia Prates imprime em seu trabalho originalidade e o simples com viés sofisticado. Natural de Montes Claros, a artista traz em seu traço, de tamanha personalidade, vestígios da pintura rupestre, usando sempre pigmentos naturais minerais para compor suas tintas e não agredir a natureza.

Obra em exposição
Título: Catopê l e ll         
Técnica: Pintura sobre madeira de demolição com tinta pva
Dimensões: 1,40 m e 1,60 m
 


 

Roberto Marques

Autodidata, pintor, escultor e desenhista, Roberto Marques é um dos últimos entalhistas da região. Trabalha com diversos materiais, mas hnow.how é mesmo a madeira, por onde conta as histórias do povo das Gerais. Ao realizar seus entalhes em troncos de árvores caídos ou comprometidos, Roberto Marques, de Montes Claros/MG, enfoca diversos temas, como Catopês, Marujos e Caboclinhos. Também produz móveis rústicos e divãs que ornamentam e embelezam espaços públicos e áreas verdes da cidade. Um de seus principais méritos está em retirar o melhor da matéria-prima com a qual trabalha. Isso significa conhecer a madeira e dialogar com ela, entendendo as suas potencialidades. A arte de entalhar é a de desenvolver a sensibilidade de perceber as características e reentrâncias dos veios da madeira e das sutilezas de suas variações de cor para obter efeitos que contribuam com o resultado final da peça. Assim, Roberto Marques consegue que cada nova obra seja a expressão visual do conceito e da imagem que deseja transmitir.

Obra em exposição
Título: Nicho Barroco entalhado em madeira cedro
Técnica: Pintura a óleo do próprio artista
 


 

Sérgio Ferreira

Sérgio Ferreira é autodidata, nasceu em Patrocínio/MG, e aos 13 anos se mudou para Montes Claros/MG, onde encontrou um ambiente bastante cultural. Viajou pelo Brasil inteiro, trabalha com galerias de quase todas as capitais brasileiras. Atualmente mantém uma parceria com a escritora Mara Parrela, na Holanda.

Obra em exposição
Título: Catopê
Técnica: Mista
Dimensão: 1 x 1 m
 


 

Walmir Alexandre

“A partir do contato com a argila, despertei para a pesquisa de materiais disponíveis na natureza e no uso destes para a criação dos meus trabalhos. Pesquiso e coleto argilas e pigmentos minerais variados, que são usados na modelagem das peças e também em pintura sobre tela, onde pigmentos de cores variadas se destacam nos temas abordados. A queima do material cerâmico é feita em forno à lenha, técnica milenar que venho pesquisando visando uma melhor qualidade final das peças, obtendo assim, efeitos e cromatismos variados nas mesmas. A figura humana e a natureza foram sempre temas que me despertaram o interesse.  Não há como negar a influência do Barroco Mineiro, que fica evidenciada nos volumes e movimentos dos trabalhos realizados. A síntese e o enxugamento dos temas abordados são buscas e desafio constantes na minha obra”.

Obra em exposição
Título: Oratório Catopê
Técnica: Peça em Bambu
Dimensão: 50 x 21 cm 



Mídias Sociais

Facebook   Youtube

Pesquisar no BuscaLeg
Logotipo do BuscaLeg - Buscador Legislativo